Tudo sobre SEO

Tempo de leitura: 37 minutos

Tudo sobre SEO: Autoridade, Relevância, Performance

            Você com certeza já ouviu falar sobre o famoso “SEO”, que é uma abreviação do inglês search engine optimization, mas que normalmente é tratado pela sua sigla mesmo. Nós preparamos um ótimo conteúdo para que você aprender e entender tudo sobre SEO. Vale a pena conferir!

            Esse termo SEO, está em alta atualmente e todas as pessoas que trabalham com a internet de alguma forma, querem aprender mais sobre as suas técnicas e afins, mas antes mesmo de conhece-las, é fundamental entender tudo o que está por trás do SEO.

            Para quem não sabe, é possível se referir ao SEO pelo termo “otimização de sites” também, mas durante todo esse artigo nós vamos mencionar o assunto usando a sigla.

            Como muitas pessoas possuem dúvida em relação à pronúncia dessa sigla, nós vamos tentar ajudar com isso também. Quando é necessário falar SEO, a pronúncia correta seria “és-i-ou” e tome cuidado, porque muitas pessoas consideram que errar essa pronúncia é como uma gafe.

            Nesse artigo nós realmente vamos trazer tudo sobre SEO que você precisa saber. Tenha certeza que após realizar a leitura desse artigo, você vai mudar completamente a sua visão sobre a própria internet. Acompanhe!

            Tudo sobre SEO: mas afinal, o que é exatamente o SEO?

Podemos entender e definir o SEO como sendo uma “arte” de posicionar o site dentro dos mecanismos de busca, de forma natural, orgânica ou simplesmente fazer com que uma página virtual apareça nos primeiros resultados do Google, mas sem pagar por isso.

Os links patrocinados, que normalmente aparecem na primeira posição dos resultados do Google, dizem respeito a uma forma publicitária de aparecer e conseguir uma boa colocação nesses mecanismos. Essa publicidade pode ser feita em plataformas como o Bind Ads, AdWords e afins.

SEO não se trata de publicidade, até porque não não vai estar pagando para o Google e nem para nenhum outro mecanismo de busca para conseguir um bom posicionamento na página de resultados.

Para conseguir de fato aparecer dentro dos mecanismos de busca, os sites geralmente precisam apresentar relevância e autoridade. Acredite, esses dois fatores serão fundamentais para que você saiba tudo sobre SEO.

Relevância

Esse termo se refere ao fato da sua página proporcionar a melhor resposta e experiência em relação à uma determinada pesquisa, ou mais precisamente, um termo que foi pesquisado.

Autoridade

É quando o seu site enfim é reconhecido na internet, podemos considerar até mesmo que isso se trata de uma reputação que é conquistada e deve ser mantida.

            Tudo sobre SEO: Por que o SEO é tão importante como dizem?

Felizmente quando você ouve as pessoas dizendo por ai que o SEO é importante, se trata de uma afirmação totalmente verdadeira.

Antes mesmo de tentar explicar sobre a importância do SEO, vamos tentar entender primeira qual é a importância dos próprios mecanismos de busca. Com certeza isso vai facilitar completamente o seu entendimento.

Faz quanto tempo que você já tem conhecimento sobre a existência dos buscadores? É possível até mesmo que você leitor, já tenha utilizado essa grande ferramenta da internet para fazer trabalhados escolares, não é verdade?

Nós passamos o tempo todo consultando alguma coisa nos buscadores. Você pode até não saber, mas os mecanismos de buscas são considerados atualmente como sendo a mídia mais confiável do mundo inteiro, até porque neles você consegue encontrar vários resultados e a partir disso, consegue também tirar as suas próprias conclusões sobre um determinado assunto.

Tanto é verdade o fato dos buscadores serem a mídia mais confiável do mundo, que eles já ultrapassam até mesmo a televisão, jornal, mídias sociais e etc. Ninguém mais fica esperando uma notícia passar na TV para acreditar ou não, basta uma simples e rápida pesquisa nos buscadores e pronto, a dúvida já é resolvida naquele exato momento.

De acordo com uma pesquisa do Trust Barometer, que utilizou 33 mil pessoas de 28 países, 63% dos voluntários indicaram ter muito mais confiança na busca online, enquanto 58% derem preferência para as mídias consideradas tradicionais. Lembrando que essa pesquisa não fez diferença entre a busca orgânica da busca paga!

É importante ressaltar um fato muito interessante em relação à confiança das pessoas: normalmente, os usuários da internet confiam mais na busca orgânica, do que nos anúncios pagos. Isso acontece porque na busca orgânica, apenas os sites que realmente se importaram com o assunto tratado estão ali, houve pesquisa, houve um trabalho sério e etc.

É como se você pudesse até mesmo pensar nos espaços publicitários de um jornal, normalmente as pessoas acreditam e dão mais credibilidade para a opinião do jornalista, do que para os anúncios que estão sendo feitos.

Muitas vezes a pessoa que está pesquisando acredita que o dono do site pagou para estar ali naquela posição, já o resultado orgânico realmente teve que desenvolver todo um trabalho para conseguir chegar na posição que está ocupando.

Voltando para o exemplo do jornalista, quando pensamos na internet, nós não estamos falando apenas de simples resultados. Quando você faz uma pesquisa, por mais simples que ela seja, existe um algoritmo que leva em consideração mais de 200 critérios para assim, apresentar um bom resultado.

            Tudo sobre SEO: os buscadores são a mídia mais confiável atualmente e também geram o maior tráfego dos sites nacionais

            Quando o público, de maneira geral, acredita verdadeiramente nos mecanismos de busca, já é um motivo mais do que suficiente para quem trabalha na internet apostar nisso.

            Acontece que nós brasileiros acessamos os mecanismos de busca constantemente, para qualquer coisa que precisamos fazer, resolver ou compra.

            Para que você tenha uma noção do tráfego que os mecanismos de buscas conseguem gerar, vamos analisar até mesmo alguns dos sites que são mais acessados pelas pessoas:

  • O site da Globo.com tem o tráfego vindo dos mecanismos de buscas em aproximadamente 24,26%
  • O site da UOL, que é um dos maiores portais de conteúdo do nosso país atualmente, possuem um tráfego que vem dos buscadores de aproximadamente 31,3%

Quando pensamos em sites comerciais então, essa porcentagem aumenta de maneira ainda mais interessante. Confira:

  • Somente o site da Americanas.com possui o seu tráfego a partir dos mecanismos de buscas em aproximadamente 49,35%
  • O Submarino é de aproximadamente 38,70%
  • O Walmart é de aproximadamente 48,65%

Em todos esses casos que foram citados acima, dá para observar que os mecanismos de buscas são fundamentais para manter e gerar o tráfego nas páginas virtuais.

Não há mais como se falar em um site que simplesmente ignora o fato de que os mecanismos de buscas são importantes. Quem não liga para esse assunto, com certeza não vai conseguir se manter por muito tempo na internet.

Acredite se quiser, mas todo o e-commerce brasileiro consegue uma porcentagem incrível de 58,22% das suas vendas a partir de uma pesquisa nos buscadores.

Todas as vezes que você leitor pensa em comprar um determinado produto, você vai diretamente em um site ou realiza uma pesquisa nos mecanismos de busca? Com certeza a maior parte das respostas vão afirmar a segunda opção.

O SEO consegue otimizar completamente um site para que a busca orgânica por este seja algo possível. É importante dar valor para esse assunto, porque o seu público alvo confia nos buscadores e somente vai chegar até você, se for possível verificar que existe uma “indicação” confiável.

            Tudo sobre SEO: como eu faço SEO?

Agora você já deve ter entendido um pouco mais sobre o quanto os mecanismos de buscas são importantes e por isso, trabalhar um SEO bem feito é ainda mais, pois é fundamental estar na primeira página de resultados dos buscadores.

É fato que muitos profissionais em SEO não gostam muito quando outras pessoas falam que existem uma “Fórmula de SEO”, até porque esse é um dos títulos que mais acabam enganando algumas pessoas na internet.

Acontece que nós vamos utilizar o termo Fórmula de SEO, não como sendo algo milagroso e que vai trazer sucesso instantâneo para o seu negócio virtual, mas sim uma fórmula enquanto uma equação de fato.

O termo “equação” acaba também fazendo muito sentido com o nosso assunto, principalmente quando retomar ao fato de os buscadores usam de algoritmo e isso é praticamente como uma calculadora: você digita aquilo que quer e ela apenas vai precisar calcular e posicionar os melhores resultados.

A Fórmula de SEO (apenas fórmula, sem mágica)

Sabe como é possível verificar que não existe nenhuma mágica por trás do SEO? Basta analisar logo abaixo do que se trata a Fórmula de SEO. Confira:

De forma que nós ainda podemos entender que:

  • Relevância

A página que será calculada pelo algoritmo dos buscadores precisa ser de fato algo relevante para quem está realizando a pesquisa e não apenas um conjunto de técnicas e métodos que foram aplicados para assumir uma boa posição.

Autoridade

Normalmente, o algoritmo dos buscadores vão levar em consideração tudo o que faz parte do site, para que assim seja possível calcular qual a sua autoridade. Lembrando que isso também diz respeito a própria reputação a página virtual possui na internet.

Classificação

A classificação é apenas a consequência de todos os esforços de SEO que foram utilizados.

Vamos resumir todas essas ideias para melhorar a sua compreensão, se uma página realmente for relevante, tiver autoridade, ela automaticamente vai conseguir uma boa classificação.

Aqui já é fácil notar onde existe um grande erro de vários empreendedores digitais: eles querem buscar a classificação sempre em primeiro lugar e antes disse se esquecem que é necessário ter relevância e autoridade primeiro.

            Tudo sobre SEO: aplicando a fórmula dá tudo certo então?

É claro que após conferir um fórmula tão simples, você possivelmente vai querer saber: basta aplicar a fórmula e pronto? Nós vamos responder essa questão da maneira mais objetiva possível: Sim! Basta conseguir atender, da melhor maneira possível, essa fórmula e você vai conseguir a grande consequência, que é a classificação.

É claro que para conseguir atender a relevância e a autoridade, já é outra história. Até porque esses dois fatores precisam ser verdadeiramente trabalhados, mas infelizmente nem tudo vai depender exclusivamente de você.

O SEO não se trata de fórmulas ou técnicas mágicas, mas também não pode ser visto com algo simples demais, pois não é. Não basta conhecer uma ou outra técnica e querer aplicar sempre.

O primeiro passo a ser dado é entender, com extrema profundidade, qual é o público alvo que você realmente quer atingir. Não adianta você ter uma boa ideia, se você não sabe quem são as pessoas que vão procurar os seus produtos ou serviços.

O SEO deve ser utilizado para transformar o potencial que um site já possui, em resultados positivos. Muitas pessoas se enganam quando acreditam que as técnicas serão utilizadas para gerar mais tráfego de maneira mágica.

Vamos pensar em um exemplo mais prático, você poderia fazer o SEO para a uol.com da palavra “notícia”, mas isso não significa que você poderia fazer esse mesmo SEO para uma loja virtual ficar bem posicionada com esse mesmo termo.

Sabe por quê?

Por mais que uma loja virtual consiga ter autoridade em relação ao termo “notícia”, você concorda que ela jamais será relevante para esse termo em especial?

Você realmente quer fazer SEO? Então faça isso começando por um site que realmente seja relevante para o seu público alvo, mantendo esse pensamento sempre em primeiro lugar, é possível ir construindo autoridade aos poucos. Até porque nada acontece de um dia para o outro!

Nós adiantamos algo: o SEO dá trabalho sim. Aliás, dá tanto trabalho como conseguir a solidificações de uma marca, mas também é a melhor opção que você vai encontrar quando pensamos a longo prazo.

            Tudo sobre SEO: a verdadeira origem do termo Search Engine Optimization

            Muitas pessoas trabalham com o SEO a um bom tempo e nunca tiveram a curiosidade de saber a origem do termo, mas você precisa conhecer e já ficar um passo à frente em relação à muitas outras pessoas.

            Se você nunca ouviu ou ler o nome Jason Gambert, saiba que este senhor está tentando patentear o termo SEO – Search Engine Optimization, pois de acordo com os seus relatos, ele foi o primeiro usuário da internet a mencionar sobre esse assunto ainda em 2007.

            Ao que tudo indicada, não podemos afirmar ao certo, talvez ele não tenha sido exatamente a primeira pessoa a pensar em SEO. De acordo com o livro Net Results, de Bob Heyman, Leland Harden e Rick Bruner, a primeira aparição do termo foi ainda em 1997.

            No livro, os autores contam que o termo pode ter aparecido por conta de uma conversa entre o empresário de uma banda, onde ele verificou que o site desta estava ocupando a 4º posição nos mecanismos de busca e sem entender

No livro, os autores mostram que o termo surgiu a partir de uma “conversa” entre o empresário de uma banda, quando ele questionou por que a página da banda estava na 4ª posição do buscador e não com a 1ª. Fazendo as comparações necessárias, Bob e Leland Harden conseguiram verificar que isso aconteceu em razão do número de palavras-chave da página, que havia diminuído e isso fez com a posição do site também acompanhasse essa queda.

A partir do momento que os designers de Bob conseguiram retomar a quantidade de palavras-chaves, que na época era “Jefferson Starship”, o site conseguiu voltar para a primeira posição do buscador outra vez.

Foi exatamente por isso, que Bob e Leland começaram a chamar todo esse acontecimento de Search Engine Optimization e em seguida conseguir a primeira sigla, que eram SEOM.

A primeira aparição do SEO de maneira mais concreta

Adam Audette, é um famoso blogueiro e em uma de suas postagens, publicou uma história detalhada e cheia de imagens, de maneira que todos esses fatores confrontavam um pouco a colocação do livro Net Results. Para Audette, os fatos concretos são muito mais reais do que qualquer outra afirmação documentada em um livro.

Tudo indicada que a primeira vez que o termo SEO realmente apareceu, foi em um post SPAM na Usenet. Mais uma vez, algo nos faz pensar que essa tenha sido a primeira vez que o termo SEO tenha aparecido.

Tudo o que nós podemos concluir em relação ao surgimento do termo, é que não dá para afirmar ao certo quando foi que ele apareceu, pois muitas pessoas afirmam “isso” e outras “aquilo”. Cabe a você decidir qual é a história que mais lhe convenceu.

Independentemente de quando surgiu ou não, o que nos importa é que esse termo simplesmente virou um dos assuntos mais comentados e discutidos pelas pessoas que sonham em ter uma página virtual de sucesso.

Metodologia do SEO

Com o passar dos anos, os buscadores foram evoluindo e essa evolução nunca vai parar. Acontece que, em razão disso, o próprio SEO também tem que mudar e se adaptar.

Atualmente, muito se fala em Ciclo de SEO, que basicamente seria:

Planejamento Estratégico – Otimização On-Page – Criação de Conteúdo – Link Building – Monitoramento e Análise – Volta para o Planejamento Estratégico e nunca tem fim.

Tudo sobre SEO: entenda um pouco mais sobre a filosofia do Search Engine Optimization

Como você já deve saber, o SEO diz respeito respeito a todo um conjunto de técnicas e práticas que possuem como objetivo principal um melhor posicionamento de um site nos mecanismos de busca, como por exemplo: Google e Bing.

Para alguns especialistas, o SEO simplesmente não existe e um bom posicionamento é exclusivamente fruto de um bom conteúdo.

Nós sabemos que o bom conteúdo é praticamente um requisito obrigatório de qualquer site, mas também é sempre muito interessante unir esse fator com ótimas técnicas de SEO, pois assim é possível conseguir um melhor posicionamento e de maneira mais rápida.

Vamos pensar da seguinte maneira, muitas pessoas que conseguem viver apenas dos seus sites (que são bem posicionados), afirmam que o SEO nunca existiu. Sendo assim, o que realmente existe são sites detalhadamente bem feitos e com conteúdos originais, interessantes e etc, mas diante desse fato, nos surge uma outra questão: o que são sites bem feitos? o que é um conteúdo interessante?

Entendemos então que se um site não for bem feito e também não tiver um conteúdo interessante, logo ele não vai conseguir estar bem posicionado nos mecanismos de busca.

Por conta de todo esse pensamento, podemos retomar tudo outra vez e afirmar: SEO EXISTE SIM! Até porque é justamente esse termo que consegue nos fazer pensar em como funciona um site bem feito e como deve ser o desenvolvimento de um conteúdo interessante.

As definições do termo para que você entenda melhor sobre toda a filosofia

Um dos termos que é bastante usado por alguns especialistas, é que o SEO é encontrabilidade. De forma que a “encontrabilidade” diz respeito ao fato de uma empresa pode se tornar localizável dentro dos mecanismos de buscas em razão de palavras-chaves relevantes ao seu tipo de negócio em especial. Nós até concordamos com esse tipo de definição, mas é fácil observar que a encontrabilidade diz respeito apenas ao objetivo do SEO e não no que exatamente consiste o SEO.

A encontrabilidade, nada mais é, do que um objetivo que faz parte da publicidade de maneira geral e em relação ao SEO isso acontece porque nos mecanismos de buscas, as empresas não encontram os seus clientes, apenas são encontradas.

Diante de tantos pensamos, vamos acompanhar o seguinte raciocínio: é fato que é possível encontrar um site bom para o usuário, mas que não é bom para SEO. Assim como podemos encontrar ótimos sites com SEO, que também são excelentes para o usuário.

Dessa forma podemos manter toda a ideia de que o SEO é realmente um tipo de trabalho diferente e que só é possível fazer uma boa utilização das técnicas, se realmente  existir uma preocupação com o desenvolvimento de um site bom para o usuário também.

Até então nós já excluímos várias hipóteses que foram surgindo ao longo do artigo, como por exemplo: de que o SEO não existe, de que o SEO sempre vai fazer arte de um bom site para o usuário e de que o SEO é apenas encontrabilidade, mas ainda assim não definimos com exatidão o que é o SEO.

De acordo com tudo o que já foi trabalhado aqui, podemos considerar que SEO é nada mais, nada menos do que se colocar no lugar dos mecanismos de busca e entender quais são os seus critérios durante a avaliação ou cálculo na hora de apresentar as respostas para aquela pessoa que está fazendo uma pesquisa.

Tenha certeza que até o final desse artigo todas as suas ideias vão estar ainda mais claras sobre esse assunto. Continue conferindo!

Tudo sobre SEO: pensando exatamente como um buscador

É claro que usar o termo “exatamente” acaba deixando tudo meio audacioso da nossa parte, até porque isso seria impossível. O nosso único objetivo com esse termo de impacto, é fazer você ver que de alguma forma ou de outa, é possível entender mais sobre o funciona dos mecanismos de buscas e dessa forma, melhorar completamente o seu site e também o seu conteúdo.

O buscador nada mais é do que um software de computador e por isso, ele é capaz de realizar cálculos precisos e ultra complexos em questão de segundos, consegue também reunir e comparar informações, mas em momento algum isso é feito de maneira subjetiva.

Os mecanismos de buscas são totalmente imparciais, eles não possuem preferência por um ou outro site, eles apenas calculam os fatos, de maneira lógica algorítmica apenas.

Devemos analisar então, que todo software antes de ser criado, é desenvolvido por uma ou mais pessoas, correto? Isso nós faz entender que por mais que o software em si não tenha vontades próprias, as pessoas que o fizeram sim.

O que nós podemos encontrar nos mecanismos de busca então?

Vamos além da parte lógica dos buscadores. Se a gente pegar o exemplo do maior buscador de todos os tempos, o Google, podemos analisar qual o perfil dessa empresa: liberal, que não possui distinção alguma de sexo, classe, cor, preferência política. O grande objetivo do Google é apenas apresentar uma resposta para um possível problema do usuário.

É exatamente por isso que qualquer pessoa conectada à internet, consegue encontrar as informações que tanto precisa. Os resultados apresentados serão de acordo com aquilo que foi pesquisado e não com uma crença do Google, do Estado ou de qualquer outro ente.

Ainda não ficou claro para você?

Os jornais, a TV, o rádio, todos esses são mídias que possuem uma determinada linha editorial e eles trabalham direcionados apenas para isso. O Google aceita todos os tipos de linhas editoriais e por isso se torna completamente imparcial.

Se você não sabe, antes do Google se tornar o maior buscador de todos os tempos, a gente tinha a o “Cadê?”, que era do Yahoo! e a maior parte das páginas que faziam parte do sistema, eram cadastradas manualmente e em razão disso, os resultados encontrados só eram possíveis de serem acessados se estivem no banco de dados, dessa forma o Cadê? não era tão imparcial assim.

Antigamente era possível excluir páginas que faziam apologia de drogas, pornografia, pirataria e muito mais. Já no Google, praticamente não existe nenhum tipo de censura e é possível encontrar qualquer conteúdo que o usuário esteja procurando.

É por isso que muitas pessoas utilizam o termo Google, como sendo sinônimo da própria internet, pois nesse buscador é possível encontrar tudo aquilo que você consegue imaginar.

Tudo sobre SEO: por qual motivo o Google se preocupa tanto com conteúdo e links?

Pensando de maneira simples, o Google gosta de conteúdos e referências. Aqueles sites que possuem bastante conteúdo e referências em formato de links, têm grandes chances de conseguirem um posicionamento mais interessante.

É provável que se o Google não tivesse sido criado por quem o desenvolver, ele teria outros tipos de fator de mais relevância, como imagem, design e afins, mas o fato é que esse buscador se interessa mesmo é por um conteúdo bem desenvolvido.

Antigamente, o Google dava preferência para os conteúdos mais longos, mas isso acabou mudando com o tempo. O que nunca mudou, foi o seu gosto pelo conteúdo mesmo, é por isso que muitas pessoas costumam dizer que quando o assunto em questão são os mecanismos de busca: o conteúdo é rei!

Algo que também é muito interessante em relação ao Google em especial, é que a sua maneira de avaliar a qualidade de um site também está nos seus links recebidos. Quanto mais as teses de um autor forem repetidas, melhor para o próprio site.

Na hora de fazer o SEO não é diferente, para conseguir uma boa relevância no Google, o site vai precisar de um grande conteúdo e também receber links de outros sites, que também vão receber outros links e assim o ciclo continua.

Tudo é feito de maneira automática pelos milhares de servidores que existem e só existe de fato uma interferência manual em casos extremamente específicos, como quando algum site tenta manipular o algoritmo do buscador.

Tudo sobre SEO: tratando o Google com mais objetividade

Para muitas pessoas, tratar o Google dessa forma pode parecer apenas perda de tempo, mas para quem trabalha com o SEO é realmente muito importante, pois nos permite avaliar com o que estamos lidando e que existe por trás dos buscadores em um geral.

                O Google, é um buscador que mudou e sempre continua mudando com o passar do tempo. De acordo com alguns comentários, esse mecanismo de busca é como a maior calculadora de respeito do século XXI.

Voltando alguns entendimentos

Até então, esperamos que você já tenha provas concretas de que é possível otimizar um site de fato através do SEO para melhorar o rankeamento nos mecanismos de buscas. Até porque, os buscadores possuem meios para avaliar um site e é exatamente em relação a isso que nós devemos nos manter atentos sempre.

Na verdade, o SEO se trata de meios para agradar os criados do Google: Larry Page e Sergey Brin e isso também diz respeito a conseguir um bom tráfego para a sua página, o que poderá gerar um faturamento bem alto para você.

Entenda algo muito importante: para trabalhar com o SEO é necessário respeitas algumas regras e utilizar o máximo da sua inteligência para que seja possível fazer um jogo com um robô, pois é exatamente isso que os mecanismos de busca são.

Tudo sobre SEO: On-Page e Off-Page

Você sabia que os mecanismos do Google também lidam com fatores on-page e off-page também? Na verdade esses fatores também são importantíssimos para que exista uma real análise em relação à qualidade de um determinado site.

Fatores On-Page

É exatamente TUDO aquilo o que você faz dentro do seu site.

Fatores Off-Page

É tudo aquilo que você faz fora do seu site, ou seja, conseguir links e ter o site compartilhado em redes sociais por exemplo.

Até algum tempo atrás, conseguir links era visto como o segredo de SEO que mais gerava sucesso para um site, acontece que o Google por exemplo, desde 2011 já não dá tanta atenção para os links como antes, mas estes ainda são fundamentais.

Infelizmente, algumas pessoas utilizavam de técnicas negativas para conseguir links e o Google começou a entender que talvez esses links não fossem tão relevantes assim, pois eram simplesmente comprados.

É fato que os links ainda são importantes, até porque nós já citamos eles aqui nesse artigo, mas estes precisam ser realmente de sites bons e relevantes. Não é fácil conseguir um bom link, por isso sempre fuja daquelas pessoas que estão prometendo links falsos para você. Isso não existe!

Acredite, ainda não é o suficiente ter bons links, é necessário que o seu site esteja de acordo com vários outros critérios do Google. Atualmente, com todo o avanço da tecnologia, o Google já é capaz de entender, através dos seus algoritmos, o que é considerado como um conteúdo pelos seus usuários de maneira geral.

Tanto o Google consegue entender quando uma página é boa, que é possível contar com a incrível ferramenta do Google Analytics, que é disponibilizado de maneira gratuita para milhões de sites e dessa forma ter uma compreensão melhor se uma determinada página é de fato boa ou não.

Tudo sobre SEO: critérios On-Page que você precisa conhecer

Considera-se que um bom site atualmente, pode começar com uma bom planejamento de informações. Pense em quantos sites concorrentes existe e por isso todas as informações que serão trabalhados na sua página, precisarão ser de alta qualidade sempre.

Cada vez mais o Google está buscando avaliar a qualidade geral de um site e não apenas alguns pontos específicos, como era feito no começo. O planejamento das informações conseguem mostrar que o Google realmente possui interesse em informações categorizadas, de forma que seja possível conseguir uma melhor indexação.

O Google não privilegia nenhuma página, apenas da preferência para aquelas que “ajudam” os seus algoritmos a categorizar de maneira mais fácil e rápida as informações, porque estes são considerados as melhores páginas de fato.

Como o Google consegue filtrar se de fato um conteúdo é bom ou não?

Esse incrível buscador é capaz de avaliar a qualidade de um conteúdo através dos links recebidos e também pelas palavras-chave que são trabalhadas no título, no corpo do texto, também no uso de vídeos, imagens, divisão de parágrafos, uso de heading tags (h1, h2, h3) e etc.

Atenção: usar a palavra-chave no texto, não significa que você deverá repeti-la de maneira descontrolada, pois apenas vai prejudicar a estrutura da sua postagem. Apenas repita a palavra chave de maneira que realmente se encaixe no seu texto.

Infelizmente muitas pessoas utilizam a palavra chave de maneira errada ou de maneira ainda mais clara, apenas para “encher linguiça” e isso é totalmente prejudicial para a relevância e autoridade do seu site. Tome muito cuidado com esse fator!

O Google já investiu muito para conseguir entender a semântica das palavras e hoje todo esse campo é usado para uma melhor avaliação do conteúdo por parte do próprio buscador.

É possível que em um futuro, não muito distante, o Google utilize ainda mais o campo semântico do texto!

Jamais subestime a capacidade de um mecanismo de busca em conseguir avaliar a fundo o seu conteúdo, por isso tenha em mente que será fundamental trabalhar a qualidade de cada parágrafo, pois tudo será visto e calculado pelos algoritmos.

Tudo sobre SEO: tomando cuidado com alguns fatores em especial

            A busca por si mesma é algo simples, não é verdade? Basta apenas digitar aquilo que você está querendo saber e rapidamente o buscador vai oferecer ótimas opções de sites que respondem a sua pergunta ou informam aquilo que você deseja saber em um geral.

            Acontece que uma busca, por mais simples que parece, é na verdade muito complexa, pois o Google faz de tudo para proteger os seus algoritmos de verdadeiros “espertinhos” da internet, que apenas desejam fazer a manipulação deste.

            Não se sabe quantos algoritmos rodam ao mesmo tempo, mas acredita-se que são muitos. Infelizmente não há como provar isso e tudo não passa apenas de uma expectativa, mas com certeza os buscadores usam de toda a sofisticação e tecnologia possível para conseguir manter a real qualidade dos seus resultados.

            Mais uma vez os “espertinhos” da internet que conseguem ter sucesso em alguma trapaça, felizmente não são capazes de manter isso por muito tempo, até porque o Google monta todo um histórico de pesquisa para que seja possível ter uma boa base de resultados.

            É por isso que não existe uma mágica para se fazer um bom SEO e muito menos uma receita a ser seguida, na verdade é necessário ter muito conhecimento  sobre os mecanismos de buscas, especialmente em relação ao Google.

Tudo sobre SEO: conheça algumas técnicas e métodos de SEO que podem ser utilizados por você

Não se esqueça que qualquer técnica que for aprendida, sempre deverá ser aplicada em um conteúdo de ALTA qualidade. De qualquer forma, confira quais são algumas técnicas que podem fazer muita diferença:

Otimização do título

O título sempre é algo muito importante e isso vale para o site, para as páginas, para os textos e afins. Se você realizar uma busca simples nos mecanismos de buscas, especialmente no Google, é possível verificar que os seus primeiros resultados dizem respeito a conteúdos que possuem a palavra chave digitada por você no título.

Considere então que a otimização do título é uma das técnicas de SEO mais importantes para serem pensadas em um primeiro momento, por isso você precisa se colocar no lugar do seu público alvo  e pensar como as pessoas vão pesquisar os seus conteúdos.

Após concluir a maneira como será realizada uma pesquisa, ai sim você poderá montar um bom título e partir dele, trabalhar a palavra chave durante todo o corpo do texto.

Otimização Meta Description

Em primeiro lugar, entenda como o Google verifica e faz a análise das metas tags e depois disso, comece a otimizar completamente as meta descriptions do seu site.

Essa meta tag é fundamental para melhorar o posicionamento do seu site na página de resultados dos mecanismos de buscas. Quando bem escrita, aproveitando também as palavras chaves da página, é possível conseguir mais atenção do buscador e consequentemente dos usuários.

Não se esqueça que o SEO é trabalhado para os buscadores apenas, já os sites e seus conteúdos são feitos para pessoas. Jamais tente desenvolver um trabalho voltado apenas para um, pois com certeza será difícil ter um bom tráfego.

Link Building

Você já parou para pensar em como o seu próprio site é perfeito para fazer uma linkagem de maneira interna? É necessário apenas ter cuidado para que de fato, tudo fique bem relacionado e principalmente bem organizado.

Também é possível conseguir links externos ou links de outros domínios também, mas para isso se torne algo possível, é necessário utilizar a técnica de Link Bait e o SEO para feed e social bookmarks.

Um outro fator importante sobre o Link Building, é fazer a utilização do “nofollow” nos links, pois isso será interessante para ter um controle em relação ao fluxo do PageRank do seu site.

Usabilidade e acessibilidade

Combinar a usabilidade e acessibilidade é algo que vai ajudar muito que a otimização de um site seja realmente trabalhado e com isso, consiga um melhor posicionamento nos mecanismos de buscas.

Os buscadores vão sim navegar por todo o seu site e acessar todas as suas informações, mas vale apenas se atentar a um fator muito importante: quem vai ler, divulgar ou até mesmo comprar, são as pessoas e é para elas que você deve manter o pensamento sempre em primeiro lugar.

O site precisa ser algo bem trabalhado para que os buscadores indiquem a sua página para os usuários, mas o seu conteúdo e informações precisam ser totalmente voltados para a maior satisfação das pessoas.

Pesquisa e otimização das palavras chaves

A palavra chave é uma ótima técnica de SEO, mas é necessário saber como trabalha-la dentro do texto para que a leitura não vire algo cansativo e repetitivo demais.

A palavra chave principal da sua página deve estar presente nos textos, no título e também na URL.

As palavras chaves são vistas como a base de qualquer otimização e quem quer saber tudo sobre SEO deve saber também fazer a melhor utilização dessas palavras.

Nunca crie as palavras chaves de acordo com o “achismo” de tal decisão, será uma ótima alternativa. Existem muitas ferramentas disponibilizadas pelo próprio Google por exemplo, que podem ser utilizadas para pesquisas quais são as palavras chaves mais procuradas pelas pessoas e dessa forma, trabalhar voltado para aquilo que realmente está sendo pesquisado.

O fato é que não adianta você ter vontade de escrever sobre um assunto, se não existe um bom público para realizar a pesquisa. É necessário dar vida para aquilo que as pessoas realmente possuem interesse.

Black Hat

É praticamente impossível falar tudo sobre SEO e não mencionar o Black Hat, mas considere este como sendo um SEO “do mal”.

É importante conhecer a existência do Black Hat, mas de forma que você pegue esse conhecimento e o guarde muito bem no local das “coisas que jamais deverão ser feitas em toda a sua vida”.

Pode parecer um pouco dramático, mas o Black Hat pode simplesmente fazer com que você receba punições e ainda fique com um péssimo posicionamento entre os mecanismos de busca.

Conheça alguns exemplos de Black Hat que você deve evitar:

Keyword Stuffing

É uma das técnicas mais antigas de SEO, mas atualmente acabam recebendo punição se forem utilizadas. De forma bem básica, o Keyword Stuffing é a prática de distribuir a palavra chave durante todo o texto de maneira repetitiva demais, apenas com o objetivo de conseguir rankeamento em razão dessa repetição.

Link Farm

O Link Farm é quando uma pessoa cria um grupo de várias páginas e todas elas fazem links para um mesmo site, provavelmente com um mesmo texto âncora também. O intuito disso é manipular completamente o posicionamento de um site e essa prática também sofre punição.

Tudo sobre SEO: alguns comentários finais sobre esse assunto

Durante todo esse artigo, o nosso objetivo é tentar passar para você tudo sobre SEO, dentro dos limites do possível, é claro. Aprender sobre SEO é na verdade um estudo constante e diário. Não adianta tentar aprender tudo de uma única vez, pois as informações acabam não sendo guardadas na sua memória de maneira tão rápida assim.

De acordo com o nosso modo de enxergar o SEO, é necessário saber desvendar todos os mistérios que rodeiam os mecanismos de buscas, pois quando você consegue entender como os buscadores realizam o processo de análise, é possível desenvolver todo o seu site voltado para esse assunto.

Podemos concluir também, que não adianta morrer de tanto pensar em técnicas que possam ser viáveis para um robô e se esquecer completamente que quem realmente deve gostar do seu site, são as pessoas. É fundamental conseguir unir esses dois fatores e a partir disso, realizar um bom trabalho.

Quando você mantém o seu foco exclusivamente no posicionamento tão sonhado nos mecanismos de busca, você se esquece de algo que já foi citado ainda no começo: o posicionamento é apenas uma consequência da relevância e autoridade que o seu site vai conquistar pouco a pouco.

É fundamental incluir as técnicas de SEO em um conteúdo de alta qualidade e não ao contrário, pois isso poderá ser totalmente prejudicial para o seu site.

O maior objetivo do seu site deverá ser:

  • Conteúdo de qualidade, boas imagens, bom layout e afins e;
  • técnicas de SEO que vão fazer os mecanismos de busca indicarem a sua página nos resultados.

Considere que um bom trabalho de SEO é aquele que consegue ser interessante tanto para o posicionamento do seu site nos mecanismos de busca, quanto relevante no momento em que os usuários vão fazer o primeiro acesso. Mantenha os seus visitantes como sendo a prioridade real de tudo o que postado no site!

Os visitantes do seu site são aqueles que vão trazer os seus retornos financeiros, por isso sempre desenvolva um bom trabalho para eles e tenha certeza de que será possível ter uma resposta positiva.

Nunca acredite em técnicas de SEO milagrosas, pois normalmente aquelas pessoas que prometem isso para você, vão trabalhar as terríveis Black Hat e ao invés de trazer algo positivo para o seu site, vai trazer apenas punições e um péssimo posicionamento. Cuidado!

Temos certeza que após realizar toda a leitura desse conteúdo, você já está muito mais preparado para cuidar do seu site. Foque em relevância, autoridade e ótimas técnicas de SEO e tenha certeza de que um bom posicionamento será algo totalmente possível.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *