SEO: otimizando plataformas de websites das empresas

Tempo de leitura: 7 minutos

SEO: otimizando plataformas de websites das pequenas e médias empresas

Compreender a importância do SEO em websites das pequenas e médias empresas é essencial para elevar a posição das páginas destas companhias em mecanismos de busca.

No entanto, o desconhecimento sobre como funciona esta ferramenta e como utilizá-la para ganhar relevância no meio digital é um empecilho que prejudica a boa evolução da estratégia de marketing digital das PMEs.

Para ajudar a desmistificar o significado desta sigla e ajudar na sua aplicação eficaz em página de pequenas e médias empresas, elaboramos um texto com algumas orientações que podem ajudar nesta empreitada.

Aplicando o SEO em websites das pequenas e médias empresas

Antes de iniciar a aplicação do SEO em websites das pequenas e médias empresas é fundamental, inicialmente, entender o conceito desta sigla e como ela funciona.

O SEO, ou search engine optimization, é um mecanismo de otimização de sites. Sua aplicação é feita com base na aplicação de técnicas e mecanismos que elevem seus acessos diários, permitindo que a página de sua empresa “suba posições” em buscadores como Google ou Bing.

Esta ferramenta é utilizada com base na escolha e uso estudado de palavras chave que tem por objetivo elevar sua presença nestes buscadores e conduzir o endereço para o topo das buscas, aumentando o número de visitas à página.

Após entender o conceito, é hora de colocar em prática estratégicas de uso do SEO em websites das pequenas e médias empresas.

Faça um briefing de SEO

Antes de aplicar o conceito, elabore um documento onde conste algumas informações da empresa, como o que é ofertado, público-alvo da companhia e indicadores de sucesso de seu negócio.

Além disso, escreva algumas informações sobre o estado de seu site e crie contas em ferramentas como Google Analytics, fundamentais para uma boa análise dos números de sua página.

Pesquise as palavras chave

A escolha destes termos a serem trabalhados é fundamental para o sucesso de sua estratégia. No entanto, definir quais palavras chave pode ser considerado complicado para alguns.

Para auxiliar nesta escolha, a recomendação é de que empresário se coloque no lugar no consumidor e faça os seguintes questionamentos: como cliente, que termos eu escreveria para alcançar o resultado que procuro? Qual expressão é para mim sinônimo deste estabelecimento?

Na internet é possível utilizar ainda o planejador de palavas-chave do Google. Ao digitar na opção de buscar ideias, a solução oferece algumas possibilidade de palavras chave que podem ser trabalhadas no conteúdo desenvolvido por seu site.

Abuse de URLs amigáveis

Um pecado muito comum aos que criam um site pela primeira vez é não trabalhar uma URL (endereço que consta na barra onde digitamos o endereço que buscamos) que não se relaciona com seu negócio, deixando a opção fornecida pela plataforma onde a página é criada (números ou códigos, por exemplo).

Uma recomendação para os que buscam otimizar os websites de pequenas e médias empresas é personalizar o endereço de sua página, colocando ali, preferencialmente, seu domínio e o nome da pagina (por exemplo: www.dominio.com.br/nomedapagina).

URLs amigáveis são valorizadas pelo Google, garantindo às páginas que adotam esta solução posicionamentos mais destacados na plataforma de buscas.

Trabalhe o título e meta descrições

É fundamental que sua página tenha um título e meta descrição, pois estas páginas são as primeiras disponibilizadas pelo Google durante as buscas realizadas por usuários.

No entanto, para garantir que as opções escolhidas sejam as mais eficazes, é importante se ater a algumas regras: a mais importante é tomar cuidado com o tamanho destes nomes. O recomendado é que o título de sua página tenha, no máximo, 60 caracteres, enquanto a descrição contenha 150 caracteres.

Títulos e descrições muito longos, além de ser cansativos para leitura, podem levar os buscadores a cortar as sentenças ao meio, comprometendo a compreensão, pelo leitor, da mensagem que você deseja passar.

Outro cuidado a tomar é não utilizar duplicações e não deixar páginas com tais marcações em branco.

Cuidado com H1 e outras headlings

Um deslize comum na hora da confecção de páginas é acreditar que os robôs do Google irão ler todo o conteúdo de sua página. Neste caso, a leitura do conteúdo é feita somente por tags, ou headlings.

A orientação é de que cada página contenha uma H1. Depois, o desenvolvedor da página pode colocar outras destas tags, sempre seguindo uma numeração cronológica (H2, H3, H4, H5, H6). É importante não deixar nenhuma destas opções em branco, para não comprometer o resultado da busca após a publicação do site.

Crie categorias

Se ater ao desenvolvimento de tags é importante, mas um cuidado necessário para que sua página não se perca nas páginas dos motores de busca é importante criar categorias para separar o conteúdo publicado.

Neste momento, é necessário pensar com calma e desenvolver estas páginas de forma criteriosa, garantindo ao usuário uma boa experiência de leitura. Por mais estranho que possa parecer, uma resposta favorável por parte do usuário é bem vista por motores de busca do Google.

Trabalhe a busca local

Com a crescente importância da geolocalização nas buscas via internet, é fundamental para uma página de qualquer empresa trabalhar este recurso.

Para isso, a recomendação é que o desenvolvedor faça um cadastro no Google Places e insira os dados da empresa, como nome do estabelecimento, endereço, telefone e sua página na internet.

Superada esta etapa, é hora de trabalhar a ferramenta. Invista em parcerias com influenciadores, faça promoções e busque mecanismos de engajar o maior número de internautas, incentivando ainda o pré e o pós-venda.

Invista em conteúdo de qualidade

Embora seja importante trabalhar as palavras chave no momento de aplicar as técnicas de otimização de websites das pequenas e médias empresas é importante investir em conteúdo de qualidade, não apenas para conquistar leitores, como também para evitar possíveis sanções por parte do Google.

Atualmente, a empresa vem aplicando punições a páginas que desenvolvem conteúdo com único intuito de forçar o destaque destas palavras chave e aumentar a posição da página no rankeamento da plataforma.

Para melhorar seu conteúdo, invista em pesquisa, redija com cuidado seus textos, abusando de informações relevantes e empregando, além das palavras chave, links internos para facilitar a navegação.

Outra recomendação é a criação de um blog próprio, não apenas para acompanhar a evolução do emprego das técnicas de SEO como também para interagir mais facilmente com seu público-alvo.

Ao produzir estas postagens, tente montar um calendário, tomando o cuidado de manter publicações periódicas e sempre relacionadas à sua atividade.

Por exemplo: sua empresa entrou em um novo ramo de atividade? Ela iniciou uma nova campanha de preços? Chegaram produtos novos ou outros temas que merecem divulgação?

Este é o momento de desenvolver postagens e inseri-las em seu blog, compartilhando com o maior número possível de internautas e redes sociais, aumentando o engajamento de usuários com seu negócio.

Utilize as redes sociais

Conforme pincelado no tópico acima, as redes sociais tem grande importância na otimização do SEO para websites das pequenas e médias empresas. Para tanto, use a informalidade desta plataforma e crie uma linguagem própria de interação entre empresa e cliente.

Esteja sempre pronto para tirar dúvidas e interagir com os internautas. Forneça respostas rápidas e evite deixar demandas sem solução. Na internet, boas reputações demoram a tomar forma, mas são rapidamente destruídas por queixas negativas.

Embora possa parecer complexo, o uso do SEO para otimizar websites das pequenas e médias empresas é possível. Basta seguir os conselhos fornecidos e investir na criatividade.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *