SEO: 3 dicas para empresas todos os tamanhos de empresas

Tempo de leitura: 4 minutos

seo para empresasO website é um dos canais de comunicação mais utilizados pelas empresas tanto para fazer contato direto com clientes já existentes quanto os clientes em potencial. Ao mesmo tempo em que ele tem a instantaneidade que é própria da internet, sua roupagem é mais profissional, portanto, transmite uma credibilidade maior, o que também é essencial. Nós vamos apresentar neste artigo de SEO 3 dicas para empresas,  sejam esta uma micro, pequena, media ou grande empresa. A estratégia é a mesma.

Mais do que colocar um website no ar, ele precisa ser planejado com base em técnicas de otimização, resumidas em SEO (Search Engine Optimization). A seguir, você vai entender porque isso é tão importante e conhecer as 3 principais dicas para implantá-lo.

O que é SEO e por que ele deve ser adotado?

O SEO é o conjunto de estratégias de otimização para um site e a sua principal função é agir sobre os motores de busca para fazer com que aquela página ou palavra chave consiga um bom posicionamento nestes motores. Em outras palavras, ao executar estas estratégias de otimização significa dizer que a sua empresa está no caminho certo para atingir um bom posicionamento nos resultados dos buscadores, como o Google por exemplo.

Isso é importante? Bem, visto que a maior parcela dos internautas utiliza esses motores de busca para comprar e buscars preços de produtos ou serviços, sim – é um tema de extrema importância para a sua empresa e o incremento das suas vendas. Obter bons resultados no Google, aqui no Brasil, é ainda mais fundamental, porque ele é a opção de mais de 90% das pessoas que acessam a internet.

Levantamentos já mostraram que mais de 50% dos usuários não vão para a segunda página de resultados do Google, ou seja, se o seu site não estiver entre os 10 primeiros colocados, as chances de que seja visualizado caem bastante.

Vamos conhecer agora quais são as três principais dicas de SEO para aplicar na sua empresa hoje mesmo:

Identificar as palavras-chave

Boa parte das estratégias de SEO está relacionada às palavras-chave. Recomenda-se que elas sejam utilizadas na URL, título, descrição da página e nos próprios textos que compõem o site. Mas, para isso, o primeiro passo é identificar, de fato, quais são essas palavras, ou seja, quais são os termos que os internautas utilizam quando procuram algo relacionado ao segmento da sua empresa na internet.

Muitos utilizam apenas o método da dedução para saber quais são as palavras-chave. Ele até pode funcionar, mas existe uma maneira mais segura e comprovada, uma ferramenta do próprio Google que tem essa finalidade: Google Adwords. Ao acessá-lo, você pode observar a relação entre demanda e concorrência das palavras utilizadas para pesquisa.

Ao identificar os termos, anote-os em algum lugar de fácil acesso, pois você sempre irá recorrer a eles para trabalhar em seu website. Lembre-se de incluir uma palavra-chave no título, de preferência nos 60 primeiros caracteres, que são os que ficam aparentes na lista de links que o Google oferece como resultado da pesquisa.

Conteúdo de qualidade

Muitos se esquecem de que esse aspecto também é muito relevante quando se trata de otimização, ainda mais porque é cada vez mais difícil encontrá-lo. Uma boa estratégia é criar uma aba de blog dentro do próprio website, para a postagem de artigos. Se for possível e não ficar redundante, crie um artigo para cada palavra-chave identificada e repita a palavra ao longo do texto.

Importante: a palavra-chave deve aparecer, mas de forma natural, justamente para não comprometer essa qualidade. Utilize fotos, vídeos e informações que você mesmo tenha conseguido levantar.

Relevância do autor

Esse é um tópico um pouco mais recente que começou a ser considerado pelo Google para organizar o posicionamento dos sites. Chamado de Author Rank, ele avalia se o autor dos artigos realmente tem autoridade dentro daquela temática.

Para mostrar que você é uma fonte de autoridade, a dica é criar um perfil no Google Plus, para receber um código que deverá ser inserido no HTML das páginas e, desse modo, identificar que foi você quem escreveu aquele conteúdo.

Ao longo do tempo, conforme seus textos forem recebendo mais visualizações e engajamento do público, os próximos que vierem tendem a serem melhor posicionados, como um efeito cascata.

Observe que muito do SEO está relacionado ao marketing de conteúdo, portanto, se você ainda não aderiu a essa tendência, essa é a primeira dica a ser seguida. Os consumidores consideram muito mais as marcas que, mais do que vender, preocupam-se em oferecer informação de qualidade.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *